jota daniel

10/09/2012

A NOVA ORDEM

Filed under: País — Etiquetas:, , — daniel @ 10:42

Acerca das recentes medidas vs cortes vs roubo vs estupidez que Passos Coelho nos presenteou (e ao que parece a coisa não vai ficar por aqui) na passada sexta-feira, é o início da nova ordem mundial em todas as vertentes – económica, social e laboral.

Nas escuras e tenebrosas catacumbas do sistema capitalista, onde predominam, para além de banqueiros e outros especuladores, políticos, para-políticos, aspirantes-a-políticos, capitalistas, aspirantes-a-capitalistas, também têm assento no fausto manjar, as várias máfias mercantis que têm na Ásia, Leste-europeu e que começam a espalhar-se pela Europa e américas, poiso e cadeira certa.

A “nova-ordem” tem como objectivo primeiro e redução de salários, aumento das horas de laboração e a gradual perca de direitos constitucionais, começando a mesma a actuar em países mais “frágeis”, com Portugal, Grécia e Chipre à cabeça, seguido-se a curto prazo a Espanha, Irlanda e Itália. Outros se seguirão, todos os que se humilharam perante o FMI.

O objectivo segundo é a humilhação dos trabalhadores e do povo em geral, que não tendo outras formas de subsistência, terão de se sujeitar ao que o futuro sistema lhe destinar, haverá uma casta de iluminados que manobrarão tudo e todos.

A Europa caminha neste particular mais depressa que os restantes, existe um país acima de todos (o iluminado-mor) depois os restantes que se sujeitam às ordens do primeiro.

Resumindo – Os objectivos da “nova-ordem” no que toca a Portugal estão a caminhar segundo o plano.
1º – Endividamento desmesurado e sem controlo. 2º – Falta de recursos para pagar as dívidas. 3º – Entrada do FMI. 4º – Entrada de verbas a juros agiotas, que não se podem pagar. 5º – Tomada de medidas impopulares em nome da “crise” e para pagar o empréstimo. 6º – Sem meios para pagar, o FMI vem dizer o país tem de fazer mais “reformas”. 7º – Cortes salariais cegos e aumentos de bens essenciais, originam sufoco nas famílias. 8º – Sem dinheiro a circular, o mercado interno entra em falência, com os consequentes despedimentos. 9º – Com a baixa de impostos motivado pelo menor poder de compra, o estado fica ainda mais refém dos agiotas do FMI. 10º – O FMI vem dizer mais uma vez que são necessárias “novas” medidas. 11º – O governo cede aos agiotas e anuncia mais austeridade e um novo código do trabalho. 12º – Continuando a optar pelo não financiamento às empresas, o governo, neste particular, anuncia medidas avulsas e sem nexo de criação de postos de trabalho. 13º – Sem perspectivas de futuro os jovens são obrigados a imigrar, despejando o país de mão-de-obra qualificada. 14º – O FMI “exige” ao estado a venda rápida de empresas estratégicas e lucrativas a qualquer preço. 15º – O FMI vs governo mantém intocáveis os seus porta-vozes institucionais, com António Borges à cabeça. 16º – O governo torna-se refém dos lobis bancários e financeiros, as máfias minam os alicerces e entram em força no poder. 

Dentro de dez/vinte anos Portugal será um coito de máfias capitalistas que a seu belo prazer orientarão as nossas vidas.

Começou a nova-ordem.

Anúncios

23/08/2012

QUE RESTARÁ?

Filed under: País — Etiquetas:, — daniel @ 9:39

Diariamente somos confrontados com notícias de FALÊNCIAS, DESPEDIMENTOS, SALÁRIOS EM ATRASO, LAY-OFF, CORTES DE VERBAS EM SERVIÇOS BÁSICOS, AUMENTO DE IMPOSTOS, ETC..

Que faz o governo para colmatar tudo isto? NADA. Limita-se à tomada de medidas impopulares e avulsas, sempre com a “desculpa” de “erros” de executivos anteriores e, pior, imposições da Troika, esquecendo-se que o maior culpado é quem toma as medidas e as aplica, e neste particular por muito que nos queiram mandar areia para os olhos, o actual governo sujeita-se a ser o mais impopular, demagógico, mentiroso e incompetente de sempre.

Entretanto este mesmo governo vai vendendo ao desbarato TUDO o que os tubarões estrangeiros e nacionais querem comprar e que ainda dá lucro (EDP, REN, GALP, PT) preparando-se para vender também a RTP, TAP, ESTALEIROS DE VIANA, etc., ou seja, todas as empresas em sectores estratégicos. Portugal dentro de um/dois anos não será “dono” de nada, não terá nenhuma voz activa em nenhum sector estratégico, o Povo, limitar-se-há a trabalhar para encher os cofres de multinacionais e milionários estrangeiros que alguns deles nem sequer sabem onde fica Portugal.  A direita institucional, empresarial e capitalista chama a isto “MERCADOS”, eu, chamo-lhe exploração, e tentativa de controlar o mundo. A acrescentar a tudo isto estão as desastrosas e anti-patrióticas medidas tomadas por Cavaco nos anos-1990 em assassinar a nossas pescas, agricultura e indústria.

Hoje Portugal é um maná para especuladores, capitalistas, exploradores e corruptos, toda esta gente se movimenta com total à vontade e impunidade, sem que NINGUÉM os importune. Os sucessivos governos foram e são formados por gente que para além de incompetente são agentes infiltrados de grandes empresas e/ou grandes escritórios de advogados e consultores, que vegetam nas “bordas” do sistema nunca para servir mas para se servir, o exemplo dos submarinos, Friport, PPP’s, sucatas, e as desastrosas derrapagens em tudo o que são obras públicas, são a prova do que disse anteriormente. É TUDO A ROUBAR E O ZÉ A PAGAR.

Nada de bom se poderá esperar do orçamento do estado para 2013, os cortes anunciados irão criar mais pobreza e desespero, enquanto isso o governo continua e continuará a massacra-nos e humilhar-nos.

Ontem o BDP (Banco de Portugal) veio anunciar o que a Troika já disse, os salários reais têm de descer 10% para sermos mais competitivos. Esquecem-se que trabalhador mal pago é trabalhador desmotivado. Vamos sem dúvida regressar aos anos 30/40 do século  passado, sem esperança, nem futuro.

14/06/2012

Futebol, Sistema e Produtividade

Filed under: País — Etiquetas:, , — daniel @ 9:48

Nada tenho contra o futebol enquanto modalidade desportiva, sou um acérrimo defensor do desporto amador e do futebol em particular, do qual fui praticante durante largos anos. Apesar de “poder” aceitar o futebol de cariz profissional, sou totalmente contra o endeusamento de atletas e/ou qualquer agente a ele ligado e mais, não concebo as somas astronómicas que o mesmo envolve, na maioria das vezes oriundo de origens mais que duvidosas, servindo para a sua lavagem e tendo na sua essência as máfias internacionais. 

Como todos os portugueses, gosto que a nossa selecção ganhe seja em que modalidade for, mas, confesso, vibro muito mais com uma victória de um qualquer atleta ou equipa de para-olímpicos do que propriamente de atletas e/ou equipas super-profissionais.

O sistema político actual tem grandes contradições e neste particular (futebol) o mesmo (sistema) e os fazedores de opinião, fazendo parte do mesmo (sistema) tudo fazem para alienar o sentimento das pessoas. Ou seja – O actual sistema capitalista, tudo faz e está a fazer para retirar direitos aos trabalhadores, onde o novo código do trabalho é bandeira da burguesia, tudo em  nome da produtividade, locais de trabalho há, em que patrões sem escrúpulos já não autorizam idas  à retrete. Entretanto, ontem “patrões” houve (provavelmente os mesmos), que autorizaram os seus escravos (digo) colaboradores a intervalar duas horas para assistirem ao jogo de futebol Portugal vs Dinamarca. Não vi nem ouvi ninguém ligado ao sistema comentar esta situação, nem sequer os fanáticos defensores da escravidão institucional. Ontem, durante duas horas o país parou, aqui a produtividade já não é problema. Só o é quando o escravo quer mijar e não é autorizado, quando quer ir fumar um cigarro e lhe dizem que NÃO, aqui sim, a produtividade capitalista não pode ser interrompida. 

São as incongruências do sistema, deste sistema podre e corrupto, em que só a exploração é permitida e ao explorador tudo é permitido.

26/01/2012

PORTUGAL NO SEU PIOR

Filed under: País — Etiquetas:, , , , , , , , , , , — daniel @ 11:20

As notícias chocantes em Portugal tornaram-se rotineiras, por vezes aberrantes. 

Em Bragança, doentes oncológicos deixaram de poder fazer os seus tratamentos de quimioterapia e/ou radioterapia por falta de dinheiro para pagar os transportes, pois o governo (Paulo Macedo – Médis) retirou todo o apoio.  A situação repete-se noutros locais deste país, nomeadamente no interior, onde as dificuldades de mobilidade são mais difíceis e onde os transportes públicos são mais escassos.  Ou será que o sr. ministro pensa que toda a gente tem carro próprio e capacidade financeira para….?

Dos piores crimes, talvez o mais odiento de todos, são os crimes sobre crianças, nomeadamente os que dizem respeito ao abuso sexual (vulgo pedofilia).  Sobe-se agora, através de um estudo feito pela prof. Teresa Magalhães professora da Faculdade de Medicina do Porto que 68% dos casos que chegam aos tribunais são arquivados por falta de provas (sic).  Quando li a notícia não quis acreditar,  num país que segundo os seus governantes é do “primeiro” mundo coisas destas deixam-me triste e amargurado, pois vejo o sistema actual sem capacidade e/ou vontade para resolver este tipo de crime.

Ontem foram encontradas mortas em Lisboa duas senhoras idosas que viviam sozinhas.  Desgraçado país que abandona os seus velhos à sorte. Porque razão isto acontece?  É o destino, dizem uns. É a vida, dizem outros. Eu diria, somos todos culpados. Para sistema actual (ultra-liberal, capitalista, desumano e assassino de valores éticos e morais) este caso é mais um, morreu, enterra-se e deixa-se de pagar mais duas miseráveis pensões de reforma. Não tenhamos dúvida que é assim que esta gente pensa, são inacessíveis aos problemas do seu Povo, para  eles só conta o dinheiro, nada mais, a vida e a dignidade humana para esta gente é  nada.  

Deixo para o fim deste post a gigantesca alarvidade que o Cavaco proferiu acerca da sua reforma. Já muito se escreveu sobre o caso, ainda bem que assim é,  o Povo pode ser pobre e andar cheio de fome mas não é parvo. Cavaco só lhe resta como solução e já que não pode ser demitido por ninguém, só lhe resta dizia eu, um pedido de desculpa a todo o Povo.  

03/01/2012

Dignidade sim, caridade não

Filed under: País — daniel @ 10:55

O “Ministro” Mota Soares, que se diz da Solidariedade e mais não sei o quê, veio no primeiro dia deste ano (2012) entre palmadinhas e beijinhos nos velhinhos e velhinhas, e visitas mais ou menos hipócritas a instituições (ditas) de solidariedade, veio dizia eu, afirmar o “aumento” de 7,00€ (SETE EUROS) por mês aos reformados com a pensão mínima (247€), rural (227€) e social (188€).

O “aumento” dividido por TRINTA DIAS dá a exorbitância de 0,23€ (VINTE E TRÊS CÊNTIMOS) por dia. O mesmo dará para duas carcaças ou em alguns locais nem isso, entretanto aumenta e de que maneira o custo de vida (luz, água, renda de casa, alimentação, etc.). Será que o Sr. Mota sabe o que é sobreviver com 188, 227 ou 247 €uros?
Não bastam palmadinhas nas costas nem beijinhos carregados de hipocrisia, os velhos que ajudaram a construir este país merecem dignidade, não caridade.

13/12/2011

O REGAFOFE CONTINUA

Filed under: País — Etiquetas:, , , , , , — daniel @ 11:22

Duarte Pacheco, Ricardo Leite e Adolfo Nunes, são nomes que nada nos dizem, são nomes comuns, até banais.

Mas se disser que os dois primeiros são deputados do PSD e o terceiro é deputado do CDS,  já é capaz de ter algum interesse.

Se disser que Duarte Pacheco é também consultor da DHV e da Leadership, Ricardo Leite é consultor da Glintt Healthcare e Adolfo Nunes é consultor da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva  &  Associados, o interesse aumenta. 

Agora vamos ao mais interessante.

As empresas DHV e Leadership (Duarte Pacheco) têm dezenas de contratos de consultadoria com o estado.

A empresa Glintt Healthcare (Ricardo Leite) desde que o deputado assumiu funções na AR (20-6-2011) fez até hoje VINTE E DOIS contratos de prestação de serviços para o Estado em regime de ajuste directo.

A empresa de advogados Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva e Associados (Adolfo Nunes) celebrou desde 20-6-2011 três contratos por ajuste directo a várias entidades públicas.

Dizer apenas que o Presidente da Comissão de Ética da AR é Mendes Bota (PSD).

Palavras para quê, são políticos portugueses no seu melhor. Se isto não é compadrio, favorecimento, cunha, jogo de interesses, corrupção “legal” (segundo Bota os deputados em causa estão dentro da lei), etc., etc., etc., não sei o que será.   

Depois ainda têm a lata de nos pedir sacrifícios.

23/11/2011

Lá como cá

Filed under: País — Etiquetas:, — daniel @ 11:03

Ficamos muito indignados, sendo até motivo para chacota o facto dos gregos e italianos gastarem mal os dinheiros públicos, motivando a crise e a quase bancarrota,  Alguns exemplos são de facto caricatos, eis alguns.

Os gregos andavam (e/ou ainda andam)  a pagar reformas a cerca de 4.500 cidadãos que já morreram,  perfazendo cerca 16 milhões de euros/ano. As viúvas dos taxistas também tinham direito a uma pensão vitalícia, um hospital contratou 15 jardineiros não tendo sequer uma simples roseira para regar. Entre outras.

Os italianos (Alitalia) companhia de aviação estatal,  mantinha e/ou ainda mantêm 15 trabalhadores no aeroporto da Cidade do México para onde não voam à catorze anos. As funcionárias públicas casadas e com mais de dois filhos, podiam reformar-se ao fim de CATORZE anos de trabalho. Os deputados ao fim de DOIS anos de mandato podem renunciar ao mesmo ficando a receber uma pensão correspondente a 80% do salário até ao fim da vida. Entre outras.

E por cá? As coisas não são melhores. Ora vejam.

Existe uma empresa – Empresa de Desenvolvimento do Aeroporto de Beja (sabiam a existência desta coisa)  continua a pagar salários (alguns principescos)  e de “desenvolvimento” NADA, aliás o dito para nada serve, e onde foram gastos cerca de 400 MILHÕES de euros. 

O Hospital de Cascais encerrou há dois anos, entretanto continua a pagar salários a DOIS administradores e a cerca de DEZASSEIS técnicos e médicos.

Quanto a  políticos e outros trafulhas afins, as coisas por cá são o que todos sabem.

Como se vê não podemos cuspir para o ar, as coisas não são muito diferentes. 

Estas são algumas das vigarices que ao longo dos anos se foram institucionalizando, perecem “normais” mas o certo é que enquanto formos passivos, mansos, conformados, etc., esta gente continuará a fazer o mesmo.

Amanhã poderemos mostrar a esta gente que afinal este Povo não se resigna, que continua a lutar pelos direitos que nos roubam,  pela dignidade, pela LIBERDADE e pelo 25 de Abril.

09/11/2011

A ZONA DE CONFORTO DO ALEXANDRE MESTRE

Filed under: País — daniel @ 10:41

Ultimamente alguns iluminados do sistema vs governo têm vindo a proferir atoardas umas atrás das outras. Por exemplo um tal Alexandre Mestre, que se diz secretário de Estado da Juventude e do Desporto, vem com o iluminado conselho aos nossos jovens: “”….se estamos no desemprego, temos de sair da “ZONA DE CONFORTO” e ir para além das nossas fronteiras….””

Quer dizer 1 –  Estar desempregado é para esta besta estar “numa zona de conforto” , passando assim um atestado de inferioridade e quiçá de estupidez a todos os de 700 MIL desempregados, e aos milhares de precários que o sistema produziu, para além de ser uma tremenda falta de respeito pelo seu semelhante.

Quer dizer 2 – Para este eunuco, retirar direitos, roubar subsídios constitucionalmente consignados, subir impostos,  etc., é estar “numa  zona de conforto”? É gozar com a nossa cara.

Quer dizer 3 – O intruja ao afirmar tal, está apenas a dizer que não vale a pena trabalhar em Portugal, que o actual governo enganou os portugueses, que nada fará para incrementar o emprego, que continuar em Portugal é regredir, é empobrecer, é, no fundo, dizer que o actual governo não acredita nos portugueses. 

Numa altura em que o capitalismo internacional está agonizante, numa altura em que a economia está nas mãos de meia-dúzia de vigaristas, numa altura em que países outrora soberanos estão entrando em falência, numa altura em que os actuais governantes não conseguem ou não sabem encontrar soluções para…, numa altura em que há pessoas a passar fome, e não são só nos chamados países do terceiro mundo que tal acontece, nos ditos países desenvolvidos ela (a fome) está aí para ficar por muitos anos, por cá, neste pseudo-país, os governante, quais arautos da mediocridade, vão roubando o Povo, com este, sempre subserviente a acatar as normas estabelecidas, vai vivendo ou sobrevivendo neste mar de mentira.  

27/10/2011

Cavaco, qual Sultão da Mija-Fria

Filed under: País — Etiquetas:, , , , — daniel @ 16:03

Presidência da República no Paraguai com comitiva de peso

Afinal a tal frase “Ninguém está imune aos sacrifícios” proferida pelo Sr. Cavaco à uns dias atrás não passa de uma treta para portuga ouvir.

Cavaco Silva na sua próxima visita ao Paraguai por ocasião da cimeira Ibero-Americana (dias 27 e 28 deste mês) vai “carregar” atrás de si uma comitiva de fazer inveja ao Sultão do Brunei, no total serão 23 (VINTE E TRÊS) indígenas, suponho que bem aperaltados e anafados.

Ora, tenho em atenção a tal frase, venho mostrar a minha indignação e ao mesmo tempo dizer ao Sr. Cavaco que (alguns) portugueses não são parvos e conseguem discernir entre um demagogo mentiroso e um político desonesto.

O Povo, aquele que se levanta cedo, que cospe nas mãos porque o trabalho é duro,  que transpira, passa dificuldades, paga impostos e que não vota em si, esse Povo custa-lhe ver os seus sacrifícios serem esbanjados por gente sem escrúpulos e em passeatas sem interesse, e sabe porquê Sr. Silva?  Porque lhe sai do cabedal.

Por isso, quando vier com retóricas de “pai” da nação, verifique que o POVO um dia vai acordar.    

08/09/2011

REGABOFE (1)

Filed under: País — Etiquetas:, , , — daniel @ 9:07

José Lello deputado socialista ex. governante, actualmente é membro da Comissão de Defesa Nacional (CDN), até aqui tudo bem. Só que é também funcionário da CAPGEMINI PORTUGAL, uma das maiores empresas do mundo na prestação de serviços e tecnologia de informação na área da defesa, tendo como um dos principais clientes a NATO e ministérios de defesa e forças armadas de vários países do mundo incluindo, claro Portugal.

Desde 2008  a CAPGEMINI PORTUGAL  celebrou 88 contratos públicos por AJUSTE DIRECTO com o estado português num total de 5.051.361,00 Euros. 

Entretanto – 1 

João Rebelo, deputado do CDS-PP e vice-presidente da CDN nesta e nas duas legislaturas anteriores, é ao mesmo tempo consultor da NOVABASE, empresa de tecnologia de informação que desde o mesmo período (2008) assinou com o estado português 518 contratos de fornecimento por AJUSTE DIRECTO num total de 28.642.299,88 Euros, entre as quais o Ministério da Defesa, e todos os ramos das Forças Armadas. 

Entretanto – 2

O ex. Ministro da Defesa Santos Silva, determinou em Agosto de 2010 a adjudicação à NOVABASE  a aquisição de um sistema de gestão de recursos humanos para o Ministério da Defesa também por ajuste directo no valor de 650.000,00 Euros.

Continua……

Older Posts »

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: